Quando sen­ti­mos que fal­hamos um prazo, podemos entrar num cam­inho sem saída em relação àquele cliente.
Se os pra­zos con­seguem ser cumpri­dos sem­pre, este seria um mundo per­feito. Os clientes estavam sat­is­feitos, o free­lancer tam­bém e não teríamos pre­juí­zos e os pro­jec­tos saíriam per­feitos e com a qual­i­dade proposta.

De repente a vida dá uma volta e acabamos nas mãos com uma situ­ação de incumpri­mento de entre­gas. Como evi­tar que este pro­jecto se trans­forme num mon­stro dos infernos ?

Men­tir não vai con­quis­tar o seu cliente!

1º Pro­cure saber porque os pra­zos não serão cumpridos

O primeiro passo é ten­tar saber a razão dos atra­zos, espe­cial­mente se este é um prob­lema recorrente.

  • Está com uma sobre­carga de trabalho ?
  • Tem uma equipa ou out­sourcers que lhe estão a entre­gar o tra­balho atrasado
  • ou com fal­has necessárias de cor­recções constantes ?
  • Falta de recur­sos humanos ?
  • Falta de especificações ?
  • Falha no planeamento ?

Só sabendo a raíz do prob­lema é que con­segue encon­trar uma solução.

2º Iden­ti­fique maneiras de resolver o problema

Neste momento está em cheque e pre­cisa de agir depressa!

Nesta altura, tem 3 escolhas:

  1.  sac­ri­ficar qual­i­dade e apre­sen­tar den­tro do prazo;
  2. sac­ri­ficar fun­cional­i­dades para poder apre­sen­tar algo;
  3. pedir uma exten­são ao prazo para não com­pro­m­e­ter fun­cional­i­dades e qualidade.

Faça uma lista de todas as opções pos­síveis para resolver o prob­lema, incluíndo o custo e os recur­sos humanos envolvidos.

Doença de Pro­gra­mador — Teclite Bochechite!

3º Seja hon­esto com o cliente

Informe o seu cliente assim que sou­ber as opções que pode fornecer e acon­sel­har, mas não con­suma muito tempo. Dê ao seu cliente a segu­rança que o prob­lema está já a ser tratado e que irá tra­bal­har para com­ple­tar o pro­jecto assim que pos­sível.
Não espere até ao último min­uto do prazo para infor­mar o cliente que não vai con­seguir entre­gar.
O cliente poderá ficar frustrado, até zan­gado, mas desculpe-se cal­ma­mente e reasse­gure o seu cliente que está a fazer tudo para encur­tar os atrasos.

4º Tente finalizar o mais rápido possível

Depois de tudo isto, com­preenda que é tempo para tra­bal­har, tra­bal­har, tra­bal­har. Inde­pen­den­te­mente se falha noites de sono, ou con­trata mais pes­soal, pre­cisa de tomar esta tarefa como pri­or­itária.
Alguns clientes enten­derão a sua situ­ação e talvez até tra­bal­hem con­sigo para chegar a um com­pro­misso aceitável.

Entenda tam­bém que existe cus­tos para fal­har pra­zos: cus­tos adi­cionais, stress, não rece­ber hon­orários a tempo, entre out­ros. Tudo isso pode afectá-lo a si e ao seu negócio.

Espero que estas dicas aju­dem a facil­i­tar estas situ­ações, as quais nen­hum free­lancer escapa.

Um abraço e tudo de bom,

0 comments