Então quer ser um free­lancer ? Antes de tal acon­te­cer, vamos saber um pouco sobre esta opção de car­reira, bem como alguns prós e contras.

Quero ser um Freelancer!

Um free­lancer não se cen­tra só à volta da infor­mática. A viz­inha que faz bolos pra vender pra fora, o tio refor­mado que é jar­dineiro durante a manhã para algu­mas casas e a prima que faz limpeza de escadas do pré­dio por conta própria são todos free­lancers. Todas as pes­soas que pos­suam um con­junto de capaci­dades que sat­is­façam as neces­si­dades especí­fi­cas de um mer­cado e que o pos­sam fazer segundo o seu horário e que não se encon­trem nos quadros de qual­quer empresa são freelancers.

No entanto, e emb­ora este post seja genérico a todos os free­lancers, vou obvi­a­mente centrar-me na minha área de excelên­cia. Quais são então as van­ta­gens e desvan­ta­gens de ser um freelancer ?

Van­ta­gens

1. Sou eu quem define o meu próprio calendário

Como free­lancer, posso definir quando é que começo a tra­bal­har. Posso ir de férias quando quiser e posso igno­rar um ou dois dias de tra­balho para pas­sar mais tempo com a minha família ou filhos.

2. Não tra­balho para um chefe

Mesmo que seja respon­sável per­ante os meus clientes, eles não exercem o mesmo poder sobre a minha vida como um chefe faz. Eles podem dispensar-me, mas eu tam­bém posso deixar de tra­bal­har com eles se as coisas ficarem complicadas.

3. Eu decido quanto quero ganhar

Enquanto que num emprego con­ven­cional, estou sujeito a um salário fixo, inde­pen­den­te­mente do quanto me empenho, enquanto free­lancer posso definir o custo dos meus serviços e quan­tos tra­bal­hos aceito ao mesmo tempo, permitindo-me gan­har mais num deter­mi­nado período de tempo.

4. Posso definir o local do meu próprio escritório

Num escritório em casa ou num espaço alu­gado, posso ori­en­tar o meu negó­cio como quiser. Eu próprio defino o con­forto do meu escritório, ou o local do mesmo. Posso tam­bém colo­car mais gente a tra­bal­har comigo, definir o tipo de equipa­mento, soft­ware, mate­r­ial de escritório, etc.

Desvan­ta­gens

1. Facil­mente se fica sobrecarregado

Assim que se começa a tra­bal­har como free­lancer, torna-se quase impos­sível tirar férias. Muitas vezes, há pro­jec­tos e clientes que exigem tra­balho e atenção con­tínua. Tirar férias ou ficar doente pode atrasar o calendário.

2. Lidar com clientes (que pode ser bem mais com­pli­cado que lidar com chefes)

A maio­ria dos clientes com que tra­balho são pes­soas sen­sa­tas e sim­páti­cas, mas há out­ros que não são. Gerir clientes / pes­soas é um tra­balho com­pli­cado. Cada free­lancer já foi prej­u­di­cado por um cliente, numa ou noutra altura, mesmo com todas as medi­das de pro­tecção. Para além disso, depen­demos de clientes. Logo não é tão sim­ples o equi­líbrio entre man­ter uma boa rep­utação e dis­pen­sar tra­bal­hos e clientes que nos procuram.

3. Não existe um rendi­mento fixo

A não ser que se tenha um ou dois veios de tra­balho ver­dadeira­mente con­stantes, pode esperar a flu­tu­ação dramática do rendi­mento. Alguns meses podemos sen­tir que gan­há­mos a lotaria, enquanto que noutros pen­samos que vamos abrir falên­cia rap­i­da­mente. Esta nova dimen­são exige um con­trolo muito aper­tado dos orça­men­tos pes­soais e um planea­mento sen­sato das despe­sas. Para além disso, é nor­mal os paga­men­tos vari­arem de empresa para empresa o que exige um esforço men­tal con­tínuo de pre­visão de receitas.

4. Não há maneira de sep­a­rar a vida profis­sional da vida pessoal

Tra­bal­hando a par­tir de casa, é muito difí­cil de recon­hecer a difer­ença entre estar em casa e estar a tra­bal­har, o que implica que é fácil a dis­tracção do tra­balho com a vida pes­soal bem como é cos­tume jan­tar ou ver tele­visão e ainda estar a pen­sar no tra­balho.
Como pode ver, cada aspecto pos­i­tivo tem o seu lado neg­a­tivo tam­bém. Con­tudo, muitos dos aspec­tos neg­a­tivos são con­tro­la­dos facil­mente à medida que ganha exper­iên­cia. Se está firme na decisão de se tornar um free­lancer, vamos começar:

Encon­tre a área que real­mente adora trabalhar

Algo tão sim­ples e tão crítico ao seu sucesso é encon­trar algo que real­mente goste de fazer. Se não tem ainda bem definido o que pre­tende fazer como free­lancer, pre­cisa ter a certeza que escolhe uma activi­dade que real­mente adore fazer. Lembre-se que irá fazê-la todos os dias. Para além disso, quanto mais gostar do seu tra­balho, mais paixão e ded­i­cação irá dedicar ao seu tra­balho e isso será visível aos seus poten­ci­ais clientes, que estarão mais incli­na­dos em tra­bal­har consigo.

Faça um plano de Poupança

Muitos free­lancers começam como tra­bal­hadores con­ven­cionais, ori­en­ta­dos ao modo das 9h às 18h. Aliás, como eu, muitos con­tin­uam a man­ter o seu tra­balho em full-time, enquanto se dedicam ao seu tra­balho de free­lance, dev­ido ao salário que asse­gura um rendi­mento estável, seguros de saúde e out­ros bene­fí­cios. Se decidir ser free­lance em regime full-time, assegure-se que tem um cabaz de poupança con­fortável no banco. Muitos free­lancers expe­ri­entes advogam que o ideal é pos­suir o sufi­ciente para 6 meses de despe­sas necessárias na poupança. Se tal for impos­sível de momento, o ideal é con­ju­gar o tra­balho em regime de free­lance com o emprego actual durante uns tem­pos. Poupe todo o seu din­heiro do tra­balho de free­lance para asse­gu­rar esse cabaz.

Pro­cure Clientes Hoje

Um erro nor­mal de quem pre­tende começar como fee­lancer é pen­sar que só podem ini­ciar a procura de clientes e a pub­lic­i­tação dos seus serviços quando pas­sarem ao seu regime de free­lancer. A ver­dade é que, se con­sid­era ser um free­lancer, é agora que tem de começar a esta­b­ele­cer a sua carteira de clientes e a pub­lic­i­tar os seus serviços. Con­tacte as pes­soas mais chegadas e diga-lhes que pre­tende seguir soz­inho e obtenha as suas reacções e comece a delin­ear uma base de dados de pos­síveis opor­tu­nidades de tra­balho. O ideal é mesmo antes de ini­ciar a activi­dade, ter em mãos a certeza de que terá esse rendimento.

Esteja preparado

A maio­ria dos poten­ci­ais clientes quer ver o seu port­fo­lio ou refer­ên­cias do seu tra­balho, antes de lhe dar qual­quer pro­jecto para as mãos. Pre­cisa ter esse tra­balho preparado com ante­cedên­cia. Não espere até alguém tele­fone para lhe ofer­e­cer um tra­balho ou pro­jecto, para preparar o seu port­fo­lio ou alin­har algu­mas refer­ên­cias qual­i­fi­cadas. Tenha esse tra­bal­hado preparado para enviar assim que acaba a con­versa tele­fónica ou o email.

Encon­tre um bom contabilista

A parte mais com­pli­cada de ser um free­lancer é sem dúvida a gestão dos aspec­tos finan­ceiros: acom­pan­hamento de fac­turas, gerir as despe­sas, ver­i­ficar os impos­tos e asse­gu­rar que não haverá sur­pre­sas no final do ano, etc. A não ser que já seja pro­fi­ciente em con­tabil­i­dade, neces­sita de encon­trar alguém que o ajude com esta área desde o íni­cio. Será mais sim­ples para si e para o contabilista.

Crie o seu Site

Use a Inter­net como van­tagem. Crie um site sim­ples mas de aparên­cia profis­sional pub­lic­i­tando a sua exper­iên­cia e os seus serviços e, se pos­sível, o seu port­fo­lio de tra­bal­hos ante­ri­ores. Mantenha-o actu­al­izado, com refer­ên­cias de ante­ri­ores clientes, que aceitem ser suas refer­ên­cias. É uma das mel­hores maneiras de atrair novos clientes.

Estas sug­estões irão ajudá-lo a ini­ciar a sua car­reira de free­lancer com o pé dire­ito. No entanto, nada disto é tão impor­tante para o seu sucesso como a per­se­ver­ança. Se desiste facil­mente ou não leva os seus com­pro­mis­sos a bom porto, nunca con­seguirá vin­gar como um free­lancer. Auto-motivação e per­sistên­cias são as palavras chave desta car­reira. Só com estas duas vir­tudes poderá usufruir dos bene­fí­cios de ser um freelancer.

Para cada um destes tópi­cos irei desen­volver mais à frente, com dicas e aju­das para o seu sucesso.

Um abraço e tudo de bom,

15 comments
ZeCarlosRocha
ZeCarlosRocha

Ricardo, boa tarde.

 

Estou começando nesse caminho desconhecido do freelancer.

Me cadastrei no workana.com.

Qual seria sua dica para a busca de novas opções?

De qualquer forma, caso precise, estou a disposição.

 

Grato

 

José Carlos Rocha

 

[email protected]

CristinaFernandes
CristinaFernandes

Boa tarde.

Trabalho numa Imobiliária há cerca de um ano.

Estou a pensar começar a trabalhar como freelancer.

Gostaria de saber todos os PROCEDIMENTOS LEGAIS para iniciar o meu negócio!

Tais como:

- O que dizer quando me dirigir às Finanças para abrir actividade?

-Tenho que citar algum CAE específico, quando me dirigir às finanças ?

- Para desempenhar esta função tenho que ter algum curso/certificado específico?

-Posso ter o meu próprio escritório para receber os meus clientes e fazer os contratos de arrendamento?

-Posso ter o meu escritório aberto ao público?

-Quando passo o recibo a um cliente o que coloco na designação do serviço prestado?

 

Tenho imensas dúvidas...

Fico a aguardar a sua ajuda....

Obrigado

Thuannyf
Thuannyf

Olá,

Eu comecei na área de freelancer a um tempo e estou tendo um bom rendimento mensal em dólar. Essa quantia eu estou mantendo na internet porque estou com muito medo dos impostos, já que eu sou desempregada e não acho em lugar nenhum se devo me registrar. Procurei o registro de autônoma mas eu trabalho com traduções sem diploma e não posso me registrar. O que fazer? Como funciona se minha renda ultrapassar 2000 reais por mês?

Obrigada

Thuanny Fontoura

[email protected]

http://www.thuannyfontoura.tk

Lucas
Lucas

Gostaria de trabalhar como Freelancer, na área de criação e edição de vídeo. Por favor entre em contato. *** LA STUDIO ***

Renata Imberio
Renata Imberio

Quero trabalhar como freelancer na área de fotografia, ser alguem estiver precisando, comunique-me

REJANE
REJANE

QUERO TRABALHAR COMO FREELANCER. SOU CABELEIREIRA , MANINCURE , DEPILADORA. COMO FAÇO? COMO COMEÇO A ADQUIIRIR CLIENTE? OBRIGADA

willian
willian

quero trabalhar como freelancer na área de web design. como pode me ajudar?tenho conhecimentos em algumas ferramentas e estou me aprofundando em outras mais, estou com muito entusiasmo e acho que o mercado esta bem amplo porem competitivo.

Laércio
Laércio

Sou do Ramo de Transporte e Armazenagem (Logística) a mais de 15 anos, isso faz com que eu conheça muito sobre a área, além de gostar muito do que faço, porém atualmente estou desempregado! Gostaria muito, poder fazer os trabalhos que envolvem a área de Logística como Freelancer... então qual o caminho que devo iniciar, para chegar em minha meta?

wilson de souza silva
wilson de souza silva

quero trabalhar como freelancer no seguimento de projetos e orçamento (construção civil).

Mariana Tavares
Mariana Tavares

quero trablhar como freelancer se precisarem estarei ao dispor

Ricardo Rocha
Ricardo Rocha moderator

 @ZeCarlosRocha 

Viva Zé Carlos,

Boa sorte antes de mais. Nada como espal­har o seu cur­rículo e as suas hipóte­ses. Tente tam­bém o http://www.freelancer.com.

Aconselho-o ini­cial­mente a efec­tuar tra­bal­hos que lhe garan­tam críti­cas favoráveis, muitas vezes com um valor infe­rior para os con­quis­tar. Acon­selho tam­bém a efec­tuar alguns exames do freelancer.com e, de prefer­ên­cia, com o sucesso de ter pas­sado esses exames, ter um sím­bolo da sua exper­iên­cia nes­sas áreas.

Obri­gado e tudo de bom!

 

Ricardo Rocha
Ricardo Rocha moderator

 @CristinaFernandes 

Viva Cristina,

Sugiro que passe, além das finanças, num cen­tro do IAPMEI ou num cen­tro da Empresa na Hora, ape­nas para esclare­cer algu­mas dessas infor­mações.Como deve cal­cu­lar, não pos­suo todas essas respostas MAS para saber essas respostas para a minha própria activi­dade con­sul­tei um con­tabilista, fui ao IAPMEI e a um cen­tro da Empresa na Hora.

Obri­gado e tudo de bom

 

Ricardo Rocha
Ricardo Rocha moderator

@Thuannyf

Viva Thuanny,

Não sei como funcionam os impostos ou o sistema fiscal no Brasil. Aqui em Portugal, se os rendimentos forem altos, o fisco vai analisar as entradas e saídas de dinheiro nas contas.

Sem aliciá-la a prevaricar ou cometer uma ilegalidade, se adquirir um cartão de crédito que se liga à conta do skrill  (ex-moneybookers) - https://www.moneybookers.com/app/?rid=5998497 - , todo o dinheiro que receber aí pode ser utilizado pelo cartão de crédito, sem sequer chegar a contas bancárias que podem ser investigadas.

Em todo o caso aconselho a informar-se junto das suas finanças para saber qual a melhor solução para o seu caso.

 

Espero ter ajudado.

 

Ricardo
Ricardo

Olá Lucas, Video, webinars, youtubing é o grande marketing media dos últimos 2 anos. Estamos no breaking point dos "early adopters" e a minha convicção é que será a mainstream media durante os próximos 5 anos. Boa sorte e bons projectos Ricardo Rocha

Ricardo
Ricardo

Olá Rejane, A melhor maneira de arranjar clientes é fazer valer das suas ligações pessoais, amigos e família. Geralmente, costuma acontecer alguém ficar enrascado com o cabelo por tratar, manicure por fazer ou outras situações. Ser freelancer implica ser mais flexível que outros estabelecimentos fixos. Experimente, por exemplo, deslocar-se e ter com os seus clientes, ao invés de eles virem ter consigo. Arranje uma vantagem para os seus clientes trabalharem consigo ao invés de com os outros. Bons rendimentos, Ricardo

Ricardo
Ricardo

Olá Willian, A grande vantagem que tem é que o webdesign é uma área de serviços cuja grande despesa é o tempo, dado que a nível de custo de entrada é muito reduzido. A desvantagem é que todos os outros designers também sabem isso. Aqui podem valer-lhe vários factores de entrada: * Criatividade; * Sociabilidade na interacção com o cliente; * Boa apresentação; As qualidades de sobrevivência e perpétuação serão: * Honestidade; * Cumprir o compromisso; * Competência Técnica; Se ler os restantes posts, vai ficar com uma boa ideia sobre como entrar nesta lida. Bons rendimentos, Ricardo

Ricardo
Ricardo

Olá Laércio, Bem-vindo à comunidade freelancer :). Em primeiro lugar, essa área é fora da minha área. Para estar envolvido num negócio próprio, precisa conhecer muito bem os passos do mesmo. O ideal é fazer um plano. Sente-se e faça estas perguntas: - Se eu quisesse exercer esta actividade por minha conta, o que eu necessitaria de ter em matéria de (recursos materiais/recursos humanos/recursos temporais)? - Qual será o meu investimento de entrada (investimento inicial) ? Posso começar já ou preciso de angariar algum dinheiro ? - Qual será o meu retorno de investimento previsto ? Isto implica analisar o seu mercado, avaliar uma projecção de receitas e compará-la com a projecção de despesas. - Onde estão os meus níveis de subida ? Por onde consigo crescer ? Quais os objectivos que terei de conquistar para sentir que evolui ? Estas perguntas permitem-lhe saber se consegue ir sozinho ou se tem de arranjar "companhia". Se consegue suportar os custos ou terá de se endividar. Se consegue receber o suficiente fazendo o que está a pensar em fazer como actividade ou se terá de encontrar actividades paralelas. E finalmente, as últimas perguntas respondem-lhe às questões de sustentabilidade e sobrevivência da sua actividade. Não se esqueça de ler o meu post sobre quanto deve receber à hora. Esse post pode ajudá-lo a fazer as contas sobre a sua relação de receita-despesa da actividade e o custo do seu nível de vida. Boa sorte e bons rendimentos, Ricardo

Ricardo
Ricardo

Viva Wilson, Aconselho que dê um salto na repartição de finanças do bairro onde reside e peça abertura de actividade nessa área e pergunte qual a descrição de actividade que coloca nos recibos verdes. Depois dê uma olhada no meu blog acerca de preenchimento dos recibos verdes. Um abraço Ricardo

Ricardo
Ricardo

Olá Mariana, Certamente se algum dia necessitar, comunicar-te-ei. Obrigado Ricardo